Notícias

Professora de escola da capital integra delegação brasileira em conferência na Inglaterra

Colégio Província de São Pedro foi convidado pela Cambridge University Press a participar do evento que ocorreu de 03 a 06 agosto

291042_628825_colegio_provincia_inglaterra__1_A vanguarda na abordagem do ensino de Língua Inglesa do Colégio Província de São Pedro foi reconhecida internacionalmente através de um convite da Cambridge University Press para uma conferência internacional com representantes de instituições que utilizam os materiais e livros da universidade. A coordenadora do departamento de Língua Estrangeira Moderna e professora, Simone Rolim, representou a escola gaúcha que foi a entidade do Rio Grande do Sul convidada para indicar um participante. O evento ocorreu entre os dias 03 e 05 de agosto, no Homerton College, contando com a participação de 40 países.

– O objetivo da conferência foi a reflexão sobre a nossa ação pedagógica enquanto professores de Língua Inglesa. Não basta saber falar, ensinar a gramática e o vocabulário. O “real-world English” (mundo real da língua) é muito mais do que isso: o emocional do aluno e do professor estão presentes na aprendizagem como um todo e não só nas Línguas Estrangeiras – explica Simone.

A programação da conferência destacou, também, a importância de o educador estar atualizado com as novas tecnologias, não se limitando somente aos aparelhos, mas também conectando-se ao mercado de trabalho de forma a repensar suas práticas.

Entre os palestrantes convidados estavam psicolinguistas, linguistas, neurocientistas, pesquisadores, psicólogos e gramáticos. Destes, destaca-se o professor de Linguística Aplicada da Universidade de Nottingham, da Inglaterra, e autor de mais de 50 livros pela Cambridge University Press, Michael McCarthy.

Orgulhosa pelo fato de o Colégio Província ter sido escolhido para integrar a delegação brasileira, Simone destacou a troca de experiências durante a conferência. Ela conta, ainda, que nas próximas semanas deve receber o material completo do evento, o qual vai pautar reuniões com a direção e professores de línguas. Para a coordenadora, isso possibilitará uma análise do processo de aprendizagem dos alunos e, também, o papel da instituição.