Notícias

Ideia sustentável de estudantes é premiada

Projeto de estudantes, que apresenta inovação e sustentabilidade, foi premiado em ação da Junior Achievement

Beber água é uma necessidade humana e não deveria contribuir com a poluição. O raciocínio lógico foi um dos norteadores adotados pelo grupo de estudantes que se empenhou diante de uma preocupante realidade: 12,7 milhões de toneladas de plástico das garrafinhas vão parar nos oceanos a cada ano. Apoiado nisso, substituir o plástico por um material biodegradável feito a partir de papelão foi a missão estabelecida pelo grupo denominado Pepa Pahu. A escolha do nome foi inspirada na palavra havaiana que significa “papelão”.

O projeto foi selecionado no JA Startup, um programa de aprendizagem prática da Junior Achievement para que os jovens conheçam conceitos, ferramentas e desenvolvam as habilidades necessárias para transformar suas ideias em startups de alto impacto, em ação desenvolvida em parceria com Tecnopuc e Startse.

“Nossa ideia surgiu diante da necessidade de substituir o plástico usado nas garrafinhas. O material que propomos usa celulose, cactos e semente de abacate. É 100% natural e biodegradável”, explicou a estudante e uma das autoras do trabalho, Carolina Agnes.

Durante o mês de agosto, foram realizadas aulas e mentoria. Nos dias 8 e 9, os grupos apresentaram os trabalhos para banca no momento chamado “Demo Day”. Ao todo participaram 20 alunos do Província, divididos em cinco grupos.

A aluna Alexia Caprio Aloise, destacou o apoio de profissionais e qualidade dos materiais usados ao longo da jornada.

“Queria ter a oportunidade de sentir na pele tudo de novo. Um projeto assim é algo que precisa de dedicação e disciplina, mas no final vale muito a pena. Se eu tivesse que dar uma dica pra quem está em dúvida sobre participar de alguma experiência como essa, seria dar o melhor de si e se comprometer, pois é algo que vai abrir a mente, e conhecimento ninguém tira. Eu fico extremamente feliz em poder dar continuidade ao projeto e, com certeza, seguir esses passos e levar os aprendizados para a vida”, relatou.

O grupo vencedor teve participação dos alunos da 1ª série do Ensino Médio Alexia Caprio Aloise, Anita Böhme Behar, Carolina Agnes Rodrigues, Felipe Corrêa Borba e Mateus do Amaral Stangherlin. A atividade da equipe contou com a supervisão dos mentores Nicolas Dias e Marcelo Bassani, da Junior Achievement.

Ideias criativas e inovadoras

Além dos vencedores, os outros representantes também se destacaram nas apresentações com criatividade e inovação.

O Hera Transportes desenvolveu como proposta uma rede de transporte por aplicativo exclusiva para mulheres. O grupo formado por Catarina Bittar, Catarina Maulaz, Luísa Castro Gomes, Rafaela Scarparo Lima e Valentina Petracco Roessler usou entre os argumentos a dificuldade de encontrar um serviço com qualidade no mercado e se inspirou em dados que mostram que aproximadamente 97% das mulheres relatam já ter sofrido assédio durante as corridas.

O Easy Service foi a ideia de outro grupo que teve como componentes Catharina Schweizer, Débora Nunes da Silva, Maria Fernanda Jeckel Mendes, Miguel de Azevedo Negro e Pedro Enrico Martins, da 2ª série. Nesse caso, a proposta do sistema por aplicativo conecta trabalhadores informais com quem quer contratar serviços e levou em conta o cenário atual, que mostra os piores índices de desemprego no Século XXI.

Já o GreenSoaps trouxe a ideia de uma rede de cosméticos naturais, feitos com produtos orgânicos. Contou com participação de Bernardo Ávilla Rodrigues, Gabriela Boesing, Julia Lain Faccin, Luísa Lauermann e Ricardo Goron Cidade, alunos da turma 102.

Por fim, a DJR Coloniais é uma plataforma que conecta fornecedores a consumidores de produtos coloniais. O projeto foi elaborado pelos alunos da 1ª série Henrique Hauck Boustany, João Pedro Zingano, José Pedro Zachia, Leonardo Dal Molin de Sousa e Rodrigo Lauermann.

Junior Achievement Startup

Entre as habilidades desenvolvidas durante os encontros que duraram três semanas estão pensamento analítico e inovação, aprendizagem ativa e estratégias de aprendizado, resolução de problemas, pensamento crítico, criatividade, liderança, além de uso, monitoramento e controle de tecnologias. A participação proporcionou lições de programação, resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade, raciocínio lógico, inteligência emocional, experiência do usuário, ser orientado a servir o cliente (foco no cliente), análise e avaliação de sistemas, persuasão e negociação.

A Junior Achievement é uma das maiores organizações sociais incentivadoras de jovens do mundo. Desde 1919, estimula e desenvolve estudantes para o mercado de trabalho por meio do método aprender-fazendo.