Notícias

Aula virtual com ferramenta do Google For Education

Tecnologia possibilitou que alunos do 6º ano conversassem com professora que mora no Rio de Janeiro

Cerca de 1.580 Km separam os estudantes do 6º ano da vice-presidente do Real Gabinete Português de Leitura, no Rio de Janeiro (RJ), Gilda dos Santos. Porém quase não se percebia essa distância com o Hangouts, ferramenta de videoconferência do Google for Education realizada na quarta-feira (11/04). A atividade englobou o tema do ensino sobre o patrimônio histórico, promovido pela professora de História do Colégio Província, Eliane Cavalcanti, em parceria com o professor de Português, Leonardo Machado Batista, e a professora de Ciências, Renata Quadros. Por vídeo, Gilda falou sobre a rotina de trabalho do Real Gabinete Português de Leitura, inaugurado em 1837 e que é considerada a 4ª biblioteca mais bonita do mundo.

– O Real Gabinete recebe uma média de quarenta mil visitantes por ano. Algumas pessoas gostam de vir nos visitar e conhecer o edifício e nossas relíquias como turismo. Muitas outras utilizam os nossos livros para estudos e dissertações, o que também nos enche de orgulho – afirma Gilda.

A união dos professores de História, Português e Ciências no projeto também serviu como meio de mostrar aos estudantes como é importante conhecer a parte histórica das cidades, incluindo o patrimônio histórico no turismo das férias.

– É um projeto multidisciplinar que visa mostrar a importância de estudar o patrimônio histórico, seja este material, imaterial ou natural. O bonito é perceber, neles, a vontade de viajar também pela cultura, pelo povo e pelo legado de cada região – explica Eliane Cavalcanti.

A estudante Manoela Saalfeld, da turma 62, ficou impressionada com a informação de que Machado de Assis era um frequentador assíduo do Real Gabinete.

– Eu perguntei quais grandes nomes da literatura frequentaram o Real Gabinete Português de Leitura e ela falou no Machado de Assis, que esteve muito presente no local. Eu gostei bastante de aprender sobre esta linda biblioteca, que é pública e que abrigou tantos escritores famosos – relata.

Durante as aulas, a professora de História falou sobre o patrimônio material, como a Catedral e os prédios históricos administrativos, enquanto a professora de Ciências mostrou patrimônios naturais, como a Rua Gonçalo de Carvalho. Já o professor de Português falou sobre patrimônios imateriais de Porto Alegre, como a história da Índia Obirici e a lenda da Igreja das Dores.